Página Inicial > Decoração de Casa e Apartamento > Jardim > Você Conhece o Bambu da Sorte?

Você Conhece o Bambu da Sorte?

Bambu da sorte – arbusto decorativo

O bambu da sorte ou dracaena sanderiana também é popularmente conhecido como lucky bamboo, dracena-fita, bambu-da-sorte. Trata-se de uma planta semi – arbustiva, pertencente à família das Asparagaceae – Família Ruscaceaes, originária da África. Sua altura não ultrapassa 1.50 metros, assim como ela não se ramifica. Desenvolve-se bem em climas como equatorial, mediterrâneo, subtropical e tropical. O bambu está classificado na categoria dos arbustos, arbustos tropicais assim como folhagens. Precisa de luminosidade a meia sombra, e seu ciclo de vida é perene.

Embora tenha o nome de bambu, esta planta não é bambu verdadeiro, já que pertence a família das ruscaceaes, a mesma da pata de elefante e outras dracenas, enquanto que os bambus verdadeiros pertencem à poaceaes.

Quando podem crescer livremente, estas dracenas apresentam porte médio, com 1.0 a 1.5 metros de altura, caules eretos e finos, de textura herbácea, e folhas lanceoladas, estreitas, perenes e de cor verde. Há ainda belas variedades de folhas variegadas, com margens brancas ou amareladas. As flores são ocasionais e sem importância ornamental. Apresenta folhas ovais lanceoladas de consistência coriácea, verdes, também com margens brancas ou amarelas. No entanto, não apresentam valor ornamental.

Contudo, é interessante salientar que mesmo não tendo valor ornamental, são largamente empregadas em projetos de paisagismo, já que é uma opção de arbusto. Possui aspecto denso e tropical, interessante na formação de conjuntos e renques junto a muros, principalmente em locais com menor luminosidade. Também pode ser utilizada isolada, em jardineiras e vasos, adornando pátios e varandas protegidas. No entanto, a forma mais comum de uso do bambu-da-sorte é envasado na decoração de interiores.

O bambu da sorte foi largamente popularizado pelo Feng Shui, costuma ser comprado e oferecido como presente, sempre no intuito de trazer sorte e bons fluidos a tudo que é novo, casamentos, novos trabalhos, chegada de filhos e outros novos ciclos que se iniciam.

Podem ser moldadas durante o crescimento, e assim, ganham formatos especiais.

O bambu da sorte deve ser cultivada sob meia-sombra ou luz difusa, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Também pode ser cultivado em água, de maneira hidropônica, para uso em interiores. É importante realizar fertilizações mensais para manutenção da vida desta espécie.

Os bambus da sorte não resistem ao frio intenso ou às geadas e, também não toleram salinidade no solo ou água. As plantas conduzidas hidroponicamente devem ter apenas 2,5 cm do caule coberto por água, a qual deverá ser trocada a cada 7 dias.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!