Página Inicial > Animais > Saiba tudo sobre Aves: Albatroz

Saiba tudo sobre Aves: Albatroz

Ao contrário da maioria das aves, o albatroz é um pássaro marinho que vive na extensão dos 14 milhões de km² da Antártida. Apesar da extensa camada de gelo, uma fauna peculiar habita o local em um constante ciclo de migração. Cientistas apontam a existência de 30 espécies de aves, cada qual com milhões de indivíduos.

Os albatrozes pertencem ao grupo familiar dos diomedeídeos (aves marinhas de grandes dimensões) e estão entre as de maior estatura. Os grandes albatrozes, do gênero Diomedea (há 4 gêneros), têm a maior envergadura de asa de qualquer espécie não extinta.

Desajeitado em terra, mas elegante no voo com asas que, abertas, alcançam mais de um metro de uma ponta a outra e apresentam um comprimento de 75 cm. O maior desafio é erguer-se do solo, pois, quando não há vento, ela precisa se deslocar rapidamente para conseguir a velocidade necessária.

Das 21 espécies de albatroz reconhecidas pela União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN), 19 estão ameaçadas, em perigo ou em situação crítica e outras duas quase ameaçadas que são o albatroz-de-amsterdam e o albatroz-de-chatham. As principais ameaças são a pesca e os animais introduzidos nas suas colônias, como ratos e gatos assilvestrados, que atacam ovos, crias e os próprios adultos. Vale lembrar que os albatrozes acasalam em ilhas onde não havia mamíferos terrestres e, portanto, ao longo da sua evolução, não desenvolveram qualquer tipo de defesa contra eles.

As espécies mais majestosas são o albatroz errante ou gigante, o albatroz real e o albatroz das Galápagos. Geralmente, fogem do convívio com outros animais, espalham-se por quase toda a região do Oceano Atlântico e norte do Oceano Pacífico, comem peixes e crustáceos e não apreciam sobras descartadas pelas embarcações que cruzam os mares.

O albatroz tem um bico grande, robusto e afiado, inserido em uma mandíbula superior que apresenta na extremidade o formato de um enorme gancho, o que possibilita uma melhor apreensão de animais com o tronco plano e ligeiro. Apanha presas desprovidas de vida ou ainda vivas.

Normalmente os albatrozes se reproduzem nas proximidades da Antártida, no final de novembro. A fêmea põe um ovo a cada ano e permanece posicionada sobre ele ao longo de 65 dias. Seu amadurecimento sexual ocorre aos cinco anos; mesmo assim a ave ainda aguarda a passagem de mais alguns anos antes de acasalar novamente. A maioria das espécies sobrevive mais de cinquenta anos.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!