Página Inicial > Asanas > Quais São as Orientações Para a Boa Prática de um Asana

Quais São as Orientações Para a Boa Prática de um Asana

Asana é uma palavra que tem origem na ramificação do sânscrito, cujo significado literal é “sentar”. Trata-se de uma das modalidades da prática da yoga – ou uma ramificação dela. As asanas são ainda conhecidas como “posturas”, e entre elas há algumas que são mais populares: o padmasana, o bhadrasana, o vajrasana, o virasana e o svastikasana. Há uma menção de que as asanas correspondem ao terceiro passo do chamado Raja Yoga.

Quem vai praticar yoga é importante ter o conhecimento das posturas ou das asanas. Elas costumam variar de acordo com a modalidade do yoga praticado. De qualquer forma, a dificuldade de cada uma delas se dá de acordo com o nível do praticante que inicialmente segue pelas chamadas de preparatórias ou aquecimento até as mais elevadas. À medida que o praticante vai ganhando força e confiança, as posturas vão se tornando mais complexas.

As asanas, dentro da cultura do yoga, possuem um objetivo bem específico – suprimir a vida intelectual, ou seja, as asanas devem acalmar a atividade mental e produzir relaxamento e equilíbrio. Para praticá-las de forma adequada, algumas orientações devem ser seguidas – à risca. Em nenhum momento da prática, a postura, ou asana, deverá causar qualquer tipo de desconforto, pelo contrário, é importante que haja conforto no momento de sua prática. É importante lembrar que as asanas devem causar relaxamento e não o contrário, como retesamentos ou tensões. Caso isto venha a acontecer, o melhor é rever se a postura está sendo realizada de forma correta.

Cada asana deve ser compreendido como “um esforço tanto do corpo como da mente”. E, isto será percebido se a sensação de relaxamento for obtida. O asana, então, será perfeito. A respiração também deve ser observada durante a prática com rigor. Ritmada, produzida a partir das narinas, e terminada no abdômen, sem que haja qualquer movimento na região do tórax.

O gerenciamento total do corpo, segundo os especialistas, acontece quando há a chamada “liberação da dualidade dos opostos”. Trata-se da sensação de calor e frio – representados durante a prática, pelo suor e pelo calor corpóreo, os quais são ocasionados durante a prática. Quando se atinge este nível, o praticante já está em nítida evolução do conhecimento de si mesmo.

Antes de realizar as asanas, é importante tomar um copo de água, já que haverá muita perda líquida, promovida pelo aquecimento corpóreo gerado pelo aumento da temperatura. O ideal é que isto aconteça uma hora antes do início do yoga.  O estômago deverá estar vazio, não sendo ideal ser ingerido qualquer alimento antes da prática. As asanas devem ser realizadas pela manhã, ou, antes do entardecer.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!