Página Inicial > Profissões > Professor, Uma das Mais Lindas Profissões, Entenda a

Professor, Uma das Mais Lindas Profissões, Entenda a

O professor é uma figura marcante e inesquecível na trajetória de qualquer pessoa. É ele quem induz a criança a pegar seu primeiro lápis para desenhar, que aguça a curiosidade, que incentiva o raciocínio, que prepara as aulas para alfabetizar, que orienta, que organiza atividade em grupo, que aplica provas, que avalia o aluno. Seu papel é de fundamental importância no crescimento de qualquer ser humano.

Para tornar-se professor é preciso graduar-se em pedagogia ou ter concluído outro curso superior com pós-graduação em alguma especialidade da área ou similar. A partir daí, aulas de diversas matérias podem ser ministradas pelo professor: ensino superior, médio, fundamental, técnico, pós-graduação, profissionalizante e extracurricular.

Independente de qual seja a área de atuação – educação acadêmica (escolas e universidades), ensino de idiomas, preparatório para vestibular ou concursos, artes ou esportes –, é necessário que o professor disponha de didática e de uma eficiente metodologia de ensino que faça com que os alunos se interessem e participem do curso, além de muita determinação e paciência para saber ouvir e manter a disciplina em sala de aula.

A profissão de professor evoluiu muito desde o seu surgimento. Há 25 séculos, o filósofo grego Sócrates foi professor de Platão e não ensinava numa escola, mas em locais públicos. Ele conversava com as pessoas, fazendo perguntas e provocando seus discípulos, o que os obrigava a pensar. Em 355 a.C., Liceu de Aristóteles fundou uma escola que recebeu o seu nome: Liceu.

No Brasil, a primeira escola foi em Salvador, em 1549, por um grupo de jesuítas. Este mesmo grupo fundou também a segunda escola brasileira, em 1554, em São Paulo, data que marca também a fundação da cidade.

Do modelo tradicional, pouco restou. O educando hoje participa ativamente. O método de ensino/aprendizagem visa à interação entre o professor e seus aprendizes e entre eles mesmos, que se dá com uma participação real promovida por debates, pesquisas, competições escolares, concursos de redações, trabalhos em equipe, vídeo-aulas, sessões de leituras e posterior discussão voltada para o senso crítico. E a tecnologia dá a sua contribuição na construção do saber com acesso à internet e intercâmbio maior de informações.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!