Página Inicial > Pets > Cachorros > Ossinhos Para Cães: Quais as Opções do Mercado?

Ossinhos Para Cães: Quais as Opções do Mercado?

Os cães adoram ossinhos para roer e é extremamente importante oferecê-los a eles. Além de distraí-los e agradá-los, os ossinhos, por exemplo, auxiliam na limpeza dos dentes, evitando o acúmulo de tártaro, além de acalmá-los, já que todos os cães possuem naturalmente a necessidade de roer. Entretanto, muitos donos de caninos apresentam diversas dúvidas em relação ao consumo ou não dos ossinhos, principalmente se estes não forem os industrializados. Os ossinhos podem ser classificados em dois grupos: os recreativos e os in natura.

Os ossinhos recreativos são aqueles que são naturais, grandes e crus, e também de uso opcional que entram na alimentação natural crua ou cozida como complementos ocasionais. Servem para serem roídos, para distraírem os pets e raspar o tártaro que fia  acumulado nos dentes, além de fortalecer os músculos faciais e cervicais dos cães.  Não se pode confundi-los com os ossos defumados, nem ossos em formato de nós, os quais feitos de couro bovino, como aqueles à venda em pet shops. Ossos recreativos são peças 100% naturais, que contêm um pouco de carne e outros tecidos como tendões e cartilagens e  que podem ser obtidos em açougues e em feiras. Entretanto, especialistas veterinários afirmam que alguns cuidados devem ser tomados no ato da escolha do tipo de osso e da oferta para determinada raça canina.

É importante salientar que há uma diferença entre os ossos recreativos e os carnudos. Os recreativos são peças bem grandes que devem ser demoradamente roídas e não mastigadas e engolidas de uma vez. Essa é a diferença entre um pescoço de frango, que é um osso carnudo  cru, já um joelho de boi é um típico exemplo de osso recreativo.

Os ossos recreativos às vezes possuem um custo zero. Isto porque eles fazem parte de um grande descarte diário que acontecem em açougues e feiras. Opte sempre por ossos de porte médio, e que sejam porosos e contenham um pouco de carne ou gordurinhas. Evite os grandes como fêmur. São duros demais e não absorvem adequadamente o impacto das dentadas, podendo levar o cão a fraturar os dentes. Podem ser oferecidos regularmente.

Já os ossos industrializados são produtos também com bases naturais, e que por vezes são chamados de recreativos (mas se encaixam na categoria dos industrializados). Também podem ser oferecidos aos pets, mas com cuidado. Este tipo de complemento alimentar pode ser quebrado facilmente e, alguns cães tendem a engoli-los de uma só vez, o que gera o risco de asfixia do animal. À base de tutano, pele, carne crua, tendões, cartilagens de aves, bovinos ou suínos, os quais são triturados e modelados nas formas de ossos verdadeiros ou ainda palitinhos. Eles têm a consistência de um couro e devem ser oferecidos aos animais entre as refeições.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!