Página Inicial > Animais > Os Comportamentos dos Lobos

Os Comportamentos dos Lobos

Todas as espécies de lobos existentes são consideradas como super predadoras, o que significa que não se tem uma competência externa de outros animais que possam determinar toda a sua população. Por este motivo o nível de crescimento da matilha depende exclusivamente da quantidade de alimento que eles tiverem ou ainda possíveis doenças que possam afetar os seus membros. É importante deixar claro que os logos são animais bem sociáveis que vivem em grupos, e dentro de cada grupo existe uma hierarquia interior que irá dirigir o comportamento dos seus membros em específico.

Toda a existência dessa alcateia tem um objetivo principal, a sobrevivência. Existem vários casos onde os lobos são solitários e procuram outros lobos de outras alcateias para se integrarem. Os lobos normalmente tem uma camada por ano, apesar de existirem muitos dos casos que tem duas. Elas ficam entre três a oito crias por cada vez. A amamentação dos filhotes dura pouco mais de um mês e os filhotes são alimentados por qualquer uma das fêmeas da matilha, seja por duas mães ou não. Durante todo este tempo, a fêmea alimenta a cria e o lobo alimenta a fêmea que está cuidando do seu filhote.

O processo de crescimento das crias

E quando as crias acabarem cumprindo três meses, eles passam a ser considerados como lobos jovens. E ao ano e meio de idade são considerados como lobos adultos. Toda a hierarquia dentro de cada uma das matilhas é marcada desde seu princípio. Com isto alguns dos exemplares mandam em todo o resto, normalmente por seu físico e pelo seu caráter, esta é uma ordem seguida na altura da escolha de alimentação e produção.

Existem ainda crias que são consideradas menos inteligentes do que as outras, e as mães poderão os rejeitar, além disto dentro de cada sexo também existe um tipo de hierarquia. Os que são de posições mais altas, são bem conhecidos como alfa, e os seguintes beta, e assim sucessivamente falando, até que se possa chegar aos últimos que são considerados como exemplares ômega. Outro diferencial é que os lobos não atacam por nada, eles percebem um ataque e planejam uma revanche.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!