Página Inicial > Educação > Religião > O Contexto Atual do Catolicismo no Brasil e no Mundo

O Contexto Atual do Catolicismo no Brasil e no Mundo

Dados recém – coletados aprontam que no mundo inteiro hoje há aproximadamente cerca de 1,2 bilhões de adeptos do catolicismo. Destes números, 40% estão presentes na América Latina, contudo foi na África, o maior registro de novos seguidos da religião nos últimos anos. Somente a América Latina abriga mais de 483 milhões de católicos, o que corresponde a quatro dos dez países com maior população católica no mundo.

Sem sombra de dúvidas, em particular por conta dos números, o Brasil é o país campeão de adeptos ao catolicismo. São de 150 milhões de católicos – o que corresponde quase 2/3 da população total da nação. Já na Europa, grande parte dos fiéis católicos está na Itália, com cerca de 57 milhões de católicos romanos, especialmente localizados na região onde está o Vaticano. Na África, continente onde mais cresce o catolicismo, é o Congo, que abriga mais de 36 milhões de seguidos da religião católica.

Por incrível que possa parecer aos olhos de um não leigo ou não crente aos ensinamentos da fé católica, outra localidade que vem apontando uma larga expansão da fé católica entre os novos fiéis é a Ásia, com especial atenção- 13% dos católicos do mundo inteiro estão hoje nos países de cultura hinduísta.

Vale salientar que no transcorrer da história do Brasil, houve uma ligeira perda de fiéis, e isto pode ser justificado por inúmeras razões, entre elas a questão do sincretismo religioso que permitiu a conversão dos adeptos ao catolicismo a outras religiões que por aqui figuram. Pode-se considerar como reflexo desse fenômeno, o número de católicos que se colocam como não praticantes da fé cristã – não vão à igreja, muito menos seguem as tradições católicas.

Na hierarquia católica brasileira estão hoje presentes o que se convencionou chamar de três vertentes principais. São elas a do clero tradicionalista, mais conservador e defensor da ortodoxia; os remanescentes da teologia da libertação, que pode ser entendida como uma linha de esquerda dentro da própria igreja católica; e os adeptos da chamada renovação carismática, que pode ser visto como um movimento forte e vigoroso dentro da própria comunidade religiosa católica.

Este último movimento tem demonstrado uma grande atração por parte de adeptos e fiéis, além de se mostrar como a forte tendência da Igreja Católica no Brasil. Conquanto, ainda é muito questionada pela linha mais tradicionalista, por não ser tão rigorosa em relação a determinadas práticas e pregação de preceitos.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!