Página Inicial > Bem-Estar > Método Pilates – a Prática Durante a Gestação é Possível?

Método Pilates – a Prática Durante a Gestação é Possível?

O método criado por Joseph Pilates e difundida ainda na segunda metade do século XX, combina uma série de mais de 500 exercícios os quais trabalham a flexibilidade do corpo, a força corporal, o relaxamento e a busca do equilíbrio do centro e da mente. Trata-se também de um tipo de atividade física que pode ser realizado por qualquer pessoa, em qualquer idade e qualquer situação. E, por muito especialistas, o método pilates tem sido altamente recomendado para as futuras mamães, que não devem de forma alguma descuidar neste momento tão importante da vida nem de seus corpos nem de suas mentes.

A gravidez é um momento único para qualquer mulher, mesmo que esta já tenha tido a experiência antes. É também na gravidez que o corpo da mulher sofre uma transformação drástica: o centro do corpo é alterado, uma vez que os órgãos se deslocam para dar espaço para o feto que se desenvolvem dia após dia. Além disso, toda a musculatura da região abdominal se distende, também em função da necessidade de acomodar o bebê.

Há, portanto, um enfraquecimento nítido de toda a musculatura do assoalho pélvico,  além da pressão sofrida pela região da bacia. Como consequência, a capacidade de  contração da região fica totalmente comprometida. Isto gera uma série de problemas que podem ser notados durante a gestação: perda de urina ao tossir, espirrar ou dar gargalhadas, sem contar todas as dores nas costas e na região pélvica que, certamente vão aparecer.

Daí ser tão procurada a prática do pilates durante a gravidez. Embora alguns médicos ainda tenham certos receios da prática durante o primeiro trimestre de gestação, uma vez que ele trabalha justamente o enrijecimento da musculatura pélvica – o que poderia ocasionar contrações indesejadas ou ainda outros que não constam da literatura médica, outros recomendam desde que a gestante se sinta confortável durante a realização dos exercícios.

Para quem tem a indicação profissional, a dica é que se procure um estúdio que tenha profissionais renomados e que tenham experiência com gestantes. Feito isto, é importante também fazer uma avaliação para que seja traçado um programa de exercícios, que não sobrecarreguem as articulações e que a grávida consiga realizar, sem que haja esforços, em especial na região pélvica.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!