Página Inicial > Pets > Cachorros > Labrador, Uma da Raça Mais Dóceis Para Sua Família

Labrador, Uma da Raça Mais Dóceis Para Sua Família

Os labradores são cães altamente cativantes e dóceis. Eles ocupam a 7ª. posição no ranking de inteligência dos cães, segundo a Federação Internacional Cinológica. Também são cães muito versáteis, em função de suas múltiplas habilidades, uma vez que são usados como farejadores em vários tipos de operações, inclusive em resgates de pessoas desaparecidas em grandes tragédias e / ou desaparecimentos misteriosos. Também são usados na localização e identificação de entorpecentes.

No físico, possuem dupla camada de pelos: uma externa que é mais dura e mais longa e, abaixo desta, uma pelagem fina e macia. A predominância de coloração na pelagem é amarela, marrom, chocolate e preto. São cães grandes os labradores. Costumam variar  entre 54 e 58 cm de altura na cernelha e, no peso, entre 35 e 43 kg, com pequenas diferenças nessas medidas entre os machos e as fêmeas. Machos são sempre maiores.

São cães que não podem ser de qualquer tipo de dono, uma vez que adoram exercícios físicos, como correr ao ar livre, nadar em lagos, rios e até mesmo piscinas.  Precisam de atividades físicas diariamente, porque têm tendência à obesidade.

São cães inteligentes e muito fáceis de serem treinados, também não latem muito. Umas das principais marcas de um cão labrador é o fato de serem altamente sociáveis. Não estranham as pessoas, somente se estiverem muito assustados, mas mesmo nesse caso, não costumam atacar. Também são tidos como uma das melhores raças para ser cão – guia. Também são brincalhões e fiéis. São cães ideais para  famílias que possuem crianças pequenas, já que eles são dóceis e protetores.

Mesmo sendo um cão de fácil trato e grande agradabilidade, alguns cuidados especiais precisam ser tomados por quem quer ter um exemplar em casa, em particular com os pelos e a alimentação. As quedas de pelos nos labradores ocorrem por várias razões. Uma delas é a chamada queda fisiológica, que ocorre normalmente por envelhecimento do próprio pelo ou de seu folículo, que fica bem na raiz. A escovação do pelo do labrador deve ser diária, a fim de remover pelos mortos. Na hora do banho, que não precisa ser tão frequente, a cada mês, o ideal é que sejam usados sabonetes e xampus neutros.

Costuma sofrer de doenças como a displasia coxo-femural – doença ortopédica mais comum nas raças grandes-, a osteocondrose- um defeito na ossificação, a catarata, a atrofia progressiva de retina e entrópio – uma doença das pálpebras bem rara.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!