Página Inicial > Educação > O Homem Pisou Mesmo na Lua?

O Homem Pisou Mesmo na Lua?

Na década de 1945, a Segunda Guerra Mundial acabou e a Guerra Fria começou. Os EUA e a URSS com seus sistemas políticos e ideológicos totalmente diferentes ou contrários queriam aumentar ainda mais suas áreas de influência.

 

homem lua

 

De 1945 a 1991, os dois países brigaram pela superioridade mundial, investindo dinheiro para que algumas nações se reestabelecessem, fornecendo armas em conflitos separatistas, intervendo na política externa, entre outros. E para expandir suas influências e superioridade, suas atitudes resultaram em acontecimentos históricos.

Os Estados Unidos e a União Soviética fizerem grandes investimentos em tecnologia, principalmente à indústria bélica, a chamada corrida armamentista. O mundo dividiu-se em capitalista e socialista, acreditando num temível confronto de armas nucleares.

 

homem na lua1

 

Além dos gastos em armamentos, USA e URSS também destinaram verbas pesadas em pesquisas sobre o espaço sideral, ressaltando a exploração da Lua. A chamada corrida espacial daria ao país que atingisse grandes conquistas em resultados, a supremacia sobre o rival. Isso, de alguma maneira, acabou rendendo benefícios para a nossa história.

Assim em 1957 foi dada a largada, quando a União Soviética ganhou vantagem pela conquista do espaço: o país conseguiu lançar ao espaço o Sputnik, o primeiro satélite artificial. Não satisfeita com o feito, no mesmo ano, enviou a cadela Laika a bordo do Sputnik 2. Era o primeiro ser vivo no espaço.

Do outro lado, em 1958, os EUA lançaram o Explorer I, um satélite artificial que transportava diversos aparelhos de pesquisa. Na sequência, a URSS não deixou barato e apresentou ao mundo o projeto Luna, proporcionando imagens da superfície lunar. Em 1961, realizou ainda o primeiro voo tripulado por um ser-humano: o astronauta Yuri Gagarin estava a bordo da nave Vostok, e orbitou a Terra, ficando marcado na história por sua famosa frase “A Terra é Azul!”.

 

lua homem

 

Depois disso, os Estados Unidos resolveu investir mais alto: em 1962, o astronauta John Glenn voou entorno da Terra. Enquanto isso, a NASA, Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço, queria ir mais longe: seu objetivo era chegar à Lua, revolucionando finalmente a corrida espacial.

Em 1969, os astronautas Edwin Aldrin Jr., Neil Armstrong e Michael Collins, foram os tripulantes da nave espacial batizada de Apollo XI. Os três atingiram, finalmente, o solo lunar. A conquista tão esperada foi transmitia pela TV, imortalizando a frase de Neil Armstrong: “Este é um pequeno passo para um homem, mas um grande salto para a humanidade”.

A tensão entre os países foi caindo e em 1975, tudo parecia tão mais calmo que os dois chegaram até a trocar informações referente à exploração espacial. O fato, aliado à redução de gastos dedicados às pesquisas espaciais, além da fragmentação da URSS, marcou o final da guerra pela conquista espacial.

 

Compartilhe: