Página Inicial > Esporte > A História do Volante Ramires

A História do Volante Ramires

Ramires é um legitimo brasileiro, o jogador de futebol possui uma história de vida sofrida, chegando a trabalhar como pedreiro para conseguir o sustento, antes de conseguir ter sucesso no mundo do futebol.

Atualmente, Ramires defende o Chelsea da Inglaterra, um dos clubes de futebol mais ricos do planeta, pertencente ao bilionário russo Roman Abramovich.

A História de Vida de Ramires

O jogador Ramires Santos do Nascimento nasceu em Barra do Piraí no Rio de Janeiro, no dia 24 de marco de 1987. O jogador teve uma infância muito difícil, pois foi criado sem ter muito contato com a presença de seu pai, e a sua mãe passava bastante tempo fora de casa para conseguir sustentar os filhos.

O jogador passou por muitas dificuldades durante sua infância e adolescência, chegando a passar fome e a dividir as roupas com o seu irmão. Além disso, a família vivia em uma casa pequena, para um grande número de pessoas.

Devido às dificuldades para conseguir se tornar jogador de futebol, quando Ramires tinha 15 anos, ele trabalhava como servente de pedreiro para ajudar a família.

A Carreira de Ramires

Devido às dificuldades para realizar o sonho de ser jogador de futebol, Ramires praticamente tinha desistido, no entanto ele teve a oportunidade de treinar no América de Barra do Piraí.

O jogador acabou se destacando na Copa Rio de Janeiro de futebol juvenil e acabou tendo a oportunidade de se transferir para o Joinville de Santa Catarina, para integrar as categorias de base do time.

Com 18 anos, Ramires foi integrado ao time profissional e começou a se destacar, e graças a sua versatilidade acabou chamando a atenção do Cruzeiro, sendo contratado pelo clube mineiro no ano de 2007.

Chegando ao Cruzeiro, Ramires começou a se destacar pelo belo futebol, grande numero de gols marcados para um volante e por sua destacada raça. Graças ao seu desempenho ele acabou conquistando a torcida celeste.

Em 2008, Ramires fez um excelente campeonato brasileiro, e acabou conquistando o premio Bola de Prata, concedido pela revista especializada em futebol – Placar – que premia os melhores jogadores do campeonato todos os anos.

Em 2009, foi convocado para defender a Seleção Brasileira pelo então técnico Dunga, jogando nas eliminatórias da Copa da África do Sul e na Copa das Confederações. Graças ao excelente desempenho, foi contratado pelo Benfica, de Portugal, e jogou apenas uma temporada no clube luso.

Em 2010, disputou a Copa do Mundo da África do Sul, sendo um dos destaques da Seleção Brasileira e foi contratado pelo clube inglês Chelsea, onde se encontra até hoje.

No Chelsea, continuou a apresentar um belíssimo futebol se destacando na conquista da Liga dos Campeões, marcando um belíssimo gol de cobertura contra o Barcelona em pleno Camp Nou.

Nesse período, ele continuou sendo convocado pelo novo técnico da Seleção, Mano Menezes, sendo um dos homens de confiança do técnico. No entanto, Mano foi demitido da Seleção e Ramires acabou tendo um problema com uma lesão e não se comunicou de forma adequada com o novo treinador, Luis Felipe Scolari, e acabou ficando um tempo sem ser convocado.

No entanto, após a conquista da Copa das Confederações o jogador voltou a ser chamado e parece ter caído nas graças de Felipão, podendo ser considerado um nome praticamente garantido na Seleção Brasileira que irá lutar pelo Hexa.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!