Página Inicial > Entretenimento > Curiosidades > História da Comunicação: Pager

História da Comunicação: Pager

O Pager era usado no Brasil na década de 1990. O dispositivo eletrônico empregado para contatar as pessoas através de uma rede de telecomunicações era famoso entre empresários, médicos e outros. O aparelho antecedeu a tecnologia dos celulares, e foi muito popular entre os anos de 1980 e 1990, utilizando transmissões de rádio que interligava um centro de controle de chamadas com o destinatário. Muitos desses pagers, quando estavam em funcionamento usavam o Protocolo FLEX. O protocolo POCSAG, mais lento, também era usado por alguns sistemas de pager nos EUA e muito provavelmente também em outros lugares.

Os aposentados Pagers tinham, geralmente, toques de chamada considerados bastante simples, e alguns que também incluíam um alerta vibratório, assim como os celulares de hoje.

Os primeiros pagers apenas contavam com notificação por áudio, assim como uma série de “bips”, pra avisar que uma mensagem teria acabado de chegar ao aparelho. A parte contatada necessitava fazer um telefonema para o centro de controle de chamadas com a finalidade de conseguir receber as mensagens de um operador ou então de um dispositivo primitivo de correio de voz. Alguns modelos antigos contavam com um alto-falante e um receptor de áudio analógico que era ativado e o usuário ouvia uma voz humana que lia a mensagem em questão. Depois dessa faze, os Pagers passaram a usar mensagens digitais, inicialmente numéricas e posteriormente alfanuméricas, pra fornecer ao destinatário algumas informações adicionais.

Os modelos ainda mais recentes contavam com uma capacidade de encaminhar mensagens de um modo de mão dupla e, até mesmo, contavam com a possibilidade de enviar e receber e-mails. Muitas operadoras de sistemas de pager também suportavam WCTP pra encaminhar e receber mensagens de pagers nas versões 1.5, 1.7 e bidirecionais.

Os Pagers também podiam ser vistos como uma opção vantajosa na questão de privacidade se comparados aos telefones móveis de hoje, ou seja, um pager de mão única era apenas um receptor passivo: ele não conseguia enviar informações de volta para a estação-base e sua localização não podia ser rastreada.

Depois disso, a tecnologia dos pagers passou a ser utilizadas nos sistemas de controle de irrigação e também no de trânsito.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!