Página Inicial > Animais > Conheça um Pouco Mais Sobre os Incríveis Pinguins

Conheça um Pouco Mais Sobre os Incríveis Pinguins

Os pinguins são animais da ordem dos Sphenisciformes e são considerados como aves marinhas. Estes animais vivem no hemisfério sul e poderão ser encontrados na Antártida e em todas as ilhas consideradas como subantárticas do oceano pacífico, atlântico e também índico, como também existem estes animais em regiões da Austrália e Sul da África. Os pinguins não podem ser considerados como pássaros, mas sim aves não voadoras que possuem penas. Alguns deles passam mais de metade do tempo da sua vida no oceano.

Sobre as espécies de pinguins

São mais de 17 espécies de pinguins que existem, e elas acabaram evoluindo a partir de aves semelhantes. As espécies consideradas como diferenciadas variam principalmente com relação ao seu tamanho. Desta forma existe um tipo de pinguim que é mais pequeno chamado de pequeno anão azul, e que tem em torno de 40 centímetros de altura, e o maior pinguim de todos, que é o pinguim imperador que pode chegar a 115 centímetros de altura facilmente.

Dentre as características físicas apresentadas pelos pinguins podemos citar as cortes predominantes que são o branco na sua parte da frente e o preto ou cinzento escuro na sua parte de trás. Seu corpo está completamente recoberto de grandes penas, que são finas e firmes, e ainda as suas asas são bem pequenas com relação ao corpo e são utilizadas exclusivamente para nadar.

Estes animais possuem um pescoço e cauda curtas com um bico muito forte, a sua posição habitual de nado é na vertical e em terra também, tudo isto graças a seus pés que são planos. Eles são animais extremamente adaptados ao frio de águas geladas da Antártida, e em parte devido a sua grossa camada de gordura que acaba os protegendo do frio, e ainda lhes server como uma boa reserva de frio. Esta camada de gordura é um grande fator pelo qual marinheiros vem caçando estes animais.

Muitas espécies de pinguins acabam passando a maior parte do tempo nadando ou submergindo nos oceanos bem distantes de terra firme o que dificulta bastante o estudo dos animais.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!