Página Inicial > Natureza > Árvores > Conheça a Planta Canafístula (Peltophorum dubium)

Conheça a Planta Canafístula (Peltophorum dubium)

A planta Canafístula, é mais conhecida como Angico-amarelo, Farinha-seca, Faveira, Guarucaia, Ibirá-puitá, Sobrasil, Tamboril-bravo, sendo assim a planta é da família das Fabaceae, sendo da categoria de árvores, e também de árvores ornamentais.

A planta que é originária da América do Sul, se adapta muito bem em climas equatorial,  subtropical, tropical, entre outros. Sua altura poderá chegar a até mais de 12 metros de altura, e deve receber luminosidade de sol pleno.

Um pouco mais sobre a Canafístula

A Canafístula nada mais é do que uma árvore decídua ou também semidecídua, com todo o florescimento decorativo sendo muito utilizada na sua arborização urbana na América do Sul. Seu porte é bastante grande, alcançando uma altura equivalente entre 15 a 40 metros de altura contando com uma copa ampla e também globosa.

Seu tronco atinge um tamanho equivalente a 50 e até 120 cm de diâmetro e conta com uma casca fina quando é jovem e que engrossa e ainda se torna escamosa com o passar do tempo. Ela apresenta folhas bipinadas, alternadas com foliólulos ovalados e ainda coriáceos. Todas as inflorescências deverão surgir durante todo o verão. Elas são grandes terminais de tipo espiga, carregadas de botões dourados e que acabam se abrindo em flores amarelas da base em direção ao seu ápice.

Os frutos são legumes secos, indeiscentes, achatados contendo duas sementes que ficam em formatos elípticos.

Sua canafístula nada mais é do que uma excelente alternativa para o paisagismo urbano ou mesmo rural. Ela acaba produzindo uma sombra totalmente fresca e perde parte ou mesmo todas as folhas de inverno. Sua floração nada mais é do que um verdadeiro espetáculo de flores amarelas e formam ainda um grande tapete de pétalas ao chão. Ela é ecologicamente considerada como uma árvore bastante importante, que se beneficia de clareiras, sendo por este motivo bastante utilizada em recuperação das áreas degradadas. Sua madeira é totalmente rosada, moderadamente densa e ainda de boa durabilidade quando estiver seca. É muito comum este tipo de planta ser utilizado em trabalhos de marcenaria, construção civil e ainda na fabricação de camas, entre vários outros tipos.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!