Página Inicial > Animais > Conheça Exemplares de Primatas que Estão Mais Ameaçados de Extinção

Conheça Exemplares de Primatas que Estão Mais Ameaçados de Extinção

Muito graciosos e inteligentes, os macacos sempre surpreendem por contar com habilidades parecidas com as dos homens. E muitas vezes por este motivo possa existir empatia entre os bichinhos que são mais do que carismáticos em todas as nossas espécies. Apesar disto toda esta simpatia poderá estar ameaçada. Para se ter ideia na Amazônia vivem mais de 111 das 139 espécies existentes na fauna brasileira. E dentre elas temos algumas três que estão em um sério risco de extinção, como por exemplo o Sauim-de-coleira (Saguinus bicolor), o macaco caiarara ou macaco de cara-branca (Cebus kaapori) e o cuxiú-preto (Chiropotes satanas). Todas estas são espécies que possuem um maior risco de desaparecerem definitivamente do planeta.

Qual a principal ameaça dos primatas

Certamente a principal ameaça existente com relação aos primatas amazônicos é o desmatamento massivo. Os animais como o caiara por exemplo e o cuxiú preto habitam sempre florestas na Amazônia oriental que ficam entre regiões próximas do Pará e também do Maranhão, estas que são áreas que sofrem uma grande pressão por desmatamento e ainda ocupação humana também. Já o macaco aranha que é mais comum na região sul do Amazonas acaba passando pelos mesmos perigos, no caso do sauim de coleira, existe ainda um agravante que é uma distribuição restrita, o macaco apenas existe na região Metropolitana de Manaus.

É possível se perceber que na Amazônia se tem uma grande diversidade de ambientes, e tudo isto favorece bastante a sua diversidade. Os números de rios funcionam como uma barreira natural favorecendo um isolamento de populações inteiras e ainda criando novas espécies. O gênero que é considerado como mais numeroso são os saguinus, onde temos o querido sauim de coleira.

O contrário do que o senso comum acaba pregando, a banana não é o alimento preferido dos macacos, eles gostam de se alimentar de frutos mas nem sempre de sua polpa. Muitos deles são predadores de sementes imaturas, e o tipo de alimentação é algo determinante para o seu comportamento. Os macacos considerados como onívoros, ou seja, que comem de tudo, são bem mais espertos porque estão sempre na procura de comida, o que facilita um pouco a sua vida difícil que vem passando.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!