Página Inicial > Animais > Conheça o Cavalo Anglo Árabe

Conheça o Cavalo Anglo Árabe

Os cavalos da raça Anglo-Árabe vem como uma raça resultante de uma grande mestiçagem do árabe e de seus descendentes, o PSI que combina as melhores qualidades das raças de elite. E do Árabe se espera que ele possa herdar toda a sua resistência e também toda a sua versatilidade, frugalidade no trato e os cascos densos, já do PSI temos uma estatura um tanto maior e a velocidade mais acentuada. De ambos ele possui uma habilidade bastante atlética para seus esportes hípicos.

Sobre a criação da raça

A raça se originou e começou a ser aperfeiçoada na França, onde todos os cavalos Anglo Árabes acabaram sendo criados sistematicamente falando desde os tempos napoleônicos nas grandes coudelarias de sudoeste em regiões de Pau, Pompadour, Tarbes e Gelos, tudo isto que acontecia antes dos anos de 1800. Além disto os primeiros anglo árabes são o cruzamento de éguas PSI com garanhões Árabes, e nunca o inverso, eles que são importados do Egito por Napoleão e seu generais.

No ano de 1836 a criação francesa da raça era bastante famosa, e se tornou ainda necessário toda a introdução das novas linhagens para um refrescamento do sangue. Eles foram importados de dois Magníficos Árages do oriente bem próximos das regiões de Massoud e Aslan e três éguas PSI Dair, Common Mars e Selim.

Um pouco da característica das raças

Em sua aparência o Anglo Árabe tende ainda mais para o PSI. a sua fronte é bastante reta e não côncava como os árabes puros, sua estatura surge um tanto elevada. Seu ombros aparecem inclinados e fortes, e as parlas são longas e bem formadas com uma ossatura e um casco de ótima qualidade.

Outras características do mesmo são bons pulmões e ainda um excelente coração, são animais bastante versáteis, cavalos de sela, se prestando para corridas em hipódromos, provas de saltos e obstáculos, adestramentos clássicos e pólo. Na França os cavalos anglo Árabes contam com corridas especiais e seu stud book não aceita animais que tenham menos de 25% de sangue árabe.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!