Página Inicial > Animais > Conheça Algumas Espécies Ameaçadas de Extinção no Brasil

Conheça Algumas Espécies Ameaçadas de Extinção no Brasil

Aqui no Brasil existem mais de 25 tipos diferentes de micos e também de macacos que podem desaparecer.

Quanto menor a quantidade de florestas existentes, menos macacos e micos devem existir no mundo. Com isto cada vez mais esta conta vem resultando em um número alarmante e determinado. Com isto a fauna de um primata do mundo varia em pelo menos 300 ou 400 espécimes. A região mais crítica no que diz respeito a conservação dos animais é a ilha de Madagascar no continente africano. Toda a culpa continua sendo a mesma, o desmatamento considerado como desenfreado o que desabriga os milhares de espécies que acabam por perder ainda todo o seu habitat natural determinado.

No Brasil existem em torno de 110 espécies diferentes de primadas, o que inclui os macacos, micos bem como guaribas, bugios, macacos barrigudos, entre vários outros. Além de tudo isto existem várias subespécies fazendo com que esse número pudesse subir para 140 tipos diferentes de animais determinados. Embora a Amazônia possa abrigar o maior número de espécies e ainda é na Mata Atlântica e na Caatinga que estão os maiores números de primatas ameaçados.

Nestas regiões, devido a colonização europeia a ocupação aconteceu nesta região de forma mais extensa, que se deu a partir do litoral. Essa ocupação humana acabou afetando mais de 90% da Mata Atlântica o que inclui fatores como o desmatamento, a pastagem e ainda a agricultura. Hoje temos menos de 8% de toda a reserva que tínhamos originalmente, e antes da colonização. Todo o bioma que existia é algo que desapareceu, e o pouco que sobrou é representado por poucos fragmentos de florestas totalmente isolados. Além disto você acaba por isolar espécies de macacos que não se misturam e com isto não existe uma troca genética.

Para que possa reverter todo este problema, o Brasil vem adotando um Plano de Ação Nacional que tenha condições específicas e muitas delas executadas pelo chamado ICMBio, com um plano de ação determinado para recuperar a vida e a saúde de todos estes animais existentes nestas regiões, e ainda existem prazos para a resolução deste problema.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!