Página Inicial > Artesanato > Como Fazer Crochê Para Iniciantes

Como Fazer Crochê Para Iniciantes

Quem está querendo aprender a fazer crochê precisa antes de mais nada conhecer algumas dicas para que durante a realização dos primeiros passo, consiga obter êxito em sua empreitada. Isto é importante para que o novo “crocheteiro” não desanime diante das possíveis dificuldades.

Não se sabe ao certo onde surgiu a técnica do crochê. Mas é muito provável que tenha sido na China Antiga e, posteriormente, a técnica tenha sido difundida entre outras localidades, e especial na Europa. No entanto, trata-se da execução de peças artesanais, cujos materiais necessários são apenas uma agulha específica no formato de um gancho, daí a palavra crochê e linha, adequadas para a peça que se deseja criar. Vale sempre lembrar aos iniciantes que agulhas e linhas devem ser combinadas em tamanhos e espessuras para a obtenção da peça inicialmente projetada.

O primeiro passo para começar a fazer crochê é entender as agulhas. Elas existem em diversos diâmetros e para cada tipo de trabalho, existe um tamanho específico. Nas receitas de trabalho geralmente vem o tamanho necessário, mas a regra geral é agulha fina para linha fina e agulha grossa para linha grossa. Para os iniciantes, o mais indicado são as linhas e as agulhas finas. Elas são mais fáceis de trabalhar. Procure as agulhas de aço, que não enferrujam com facilidade.

Depois de entender como funcionam as agulhas, o segundo passo é escolher a linha. É claro que a cor vai depender do trabalho e receita que você escolher. Portanto, para o primeiro crochê não é preciso comprar várias cores. Existem também muitas marcas, mas opte sempre pela cor e pela espessura que seu trabalho pede. Vale ainda lembra que há linhas que são coloridas. Elas deixam o trabalho colorido sem que seja necessário trocar de linha. O resultado é muito bonito. Procure comprar também linhas de alta qualidade, as de algodão são mais macias e indicadas para iniciar os trabalhos.

Além disso, é importante ter uma tesoura para arrematar e cortar os frios é imprescindível, mas não tem nenhuma especificação. Serve qualquer modelo, desde que corte bem. Também tenha uma fita métrica, que é outro item indispensável, uma vez que será preciso medir seu trabalho constantemente.

Também é fundamental que as abreviações usadas nas receitas sejam conhecidas: corr – correntinha; pb – ponto baixo; mpa – meio ponto alto; pa – ponto alto; sp – espaço; pq – ponto; pbx – ponto baixíssimo; rep – repita; ult – último; seg – seguinte.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!