Página Inicial > Pets > Cachorros > Como Cuidar de Poodles

Como Cuidar de Poodles

Os poodles são cães muito populares e que estão entre as s raças preferidas para se ter como cão de companhia em casa. Eles são dóceis, alegres e muito, mas muito brincalhões. Para quem está buscando um poodle para ter como cão de companhia, tem de saber que há três tipos de poodle: o gigante, que vai de 45 a 60 cm de altura, o médio, de 35 a 45 cm, o miniatura, de 27 a 35 cm, e o toy, que possui menos de 27 cm. A pelagem dos poodles é caracteristicamente encaracolada, crespa ou ondulada.  É uma pelagem abundante e vai mudando de cor conforme eles vão crescendo. As colorações mais comuns são: a preta, a branca, a marrom e o cinza; há ainda os que lembram a cor do damasco. Os olhos dos poodles podem ser pretos, marrons ou cor de mel.

Alguns cuidados básicos precisam ser tomados com quaisquer exemplares desta raça. Manter recipientes com comida e água, brinquedos, caixa e ração, comprar coleira e passear com o poodle, assim como treiná-lo enquanto ele ainda é filhote, para fazer as necessidades no local apropriado são mais do que recomendáveis.  Caso contrário, tendem a ficar extremamente rebeldes e irritadiços, uma vez que não foram treinados para receberem ordens.

A vacinação é outro quesito que, mesmo quando os poodles ficam adultos e já possuem a imunidade, são necessárias. Além disso, quando são idosos e a imunidade torna-se mais baixa e a probabilidade de ficarem doentes é maior, continua-se a recomendar as vacinações. O uso de antipulgas deverá ser mensal e o vermífugo que é mais agressivo, trimestral. É possível usar um único medicamento que inclui antipulgas, o vermífugo e anticarrapatos. O medicamento vem na forma de pipeta e deve ser colocado no dorso do cão. Será totalmente absorvido por meio da pele também devem estar sempre em dia.

É importante ainda ficar muito atento/a em relação aos poodles fêmeas. Por diversas razões, entre elas, a própria questão genética desta raça, as cadelas são muito propensas a desenvolverem câncer de mama. Por isso, é altamente recomendável que elas sejam levadas ao veterinário, ao menos uma vez por ano, para a realização de exames periódicos. Alguns deles são bastante invasivos, como é o caso da biópsia. Mas são altamente importantes, uma vez que se trata de prevenir a doença. O ideal é fazer a castração preventiva, para evitar câncer de mama.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!