Página Inicial > Pet > Como Cuidar de Minicoelhos?

Como Cuidar de Minicoelhos?

Minicoelho é a definição dada a uma nova espécie de coelhos, que também é chamada de coelho anão e, não por acaso, após terem conquistado os lares de milhares de norte americanos, japoneses e europeus, estes lindos bichinhos têm se mostrado também aos brasileiros um excelente animal de companhia. Eles passaram a ser muito admirados e ainda escolhidos para serem animais de estimação por terem algumas características bem atrativas, não fazem barulho e o pelo deles não possui qualquer tipo de odor. Ainda são mansos, carinhosos, e capazes de interagir e estabelecer laços com os humanos. Algumas pessoas têm até mesmo apostado, em levar os minicoelhos a algum tipo de passeio, mas dentro de gaiolas apropriadas.

No Brasil, já estão sendo até mesmo criadas algumas raças de minicolehos, com orelhas eretas ou caídas, com muito ou pouco pelo, e em tamanhos que variam de 15 a 40 cm. Isso sem falar nas cores que podem variar do conhecido branco até aos malhados, aos tricolores, aos bicolores, os pretos, os cinzas, e os siameses.

O minicoelho é um animal pertencente a ordem dos Lagomorpha e estão muito longe de serem parentes dos animais pertencentes a ordem Rodentia, ou seja, da categoria dos roedores como as pacas, capivaras, esquilos, ratos, camundongos, preás, porquinhos-da-índia,. Além da distância evolutiva, os minicoelhos possuem fisiologia digestiva e reprodutiva com características próprias e um comportamento completamente antagônico aos roedores. Portanto, é um erro grave de taxonomia zoológica denominar coelhos como roedores.

São ainda animais de baixo custo, tanto para serem adquiridos, quanto para serem cuidados. Não necessitam de banho – assim como os gatos, lavam-se sozinhos – não precisam de vacinação periódica, e pesam entre 1 a 2 quilos, em exemplares adultos e machos. Vivem entre 6 a 8 anos, se estiverem recebendo os cuidados essenciais e necessários. Também são fáceis de tratar, não costumam fazer as suas sujeiras em qualquer canto, mas em um local já estabelecido.

Mas, vale salientar que a ideia de que eles não crescem não é verdadeira. Podem chegar a ter até 25 cm de comprimento. Ainda assim, são menores dos que os coelhos tradicionais. São ainda bastante inteligentes.

Os minicoelhos, embora não demandem lá grandes cuidados, precisam ser soltos de suas gaiolas e passear pela área onde vivem. Não devem ficar presos o tempo todo, se não correm o risco de ficarem obesos. Precisam ser alimentados com ração específica para a espécie.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!