Página Inicial > Pets > Cachorros > Como Alimentar o Filhote de Cão Recém – Chegado?

Como Alimentar o Filhote de Cão Recém – Chegado?

Quem gosta de ter animal de estimação sabe que há todo um processo e ou preparo para a chegada de um novo membro na casa. Eles, assim como os humanos, precisam de alguns cuidados básicos que se não forem atendidos, causa uma série de transtornos, tanto para eles quanto para os donos. Os cães filhotes precisam receber cuidados básicos até os seis meses de vida. Vale lembrar que eles acabaram de ser retirados de suas mães, e ainda por cima, chegar a um ambiente que não é  conhecido por eles.

Uma das questões mais complicadas no início para quem vai cuidar de cão filhote é a alimentação. Não adianta tentar dar rações das mais baratinhas, por economia, para um filhote de raça, o que não é recomendado para nenhum cão. As rações mais caras são as mais elaboradas que contêm proteínas de alta qualidade, advindas de peixes, frangos, carneiros e ovos. Busque alimentar seu cão com ácidos graxos para manter seu pelo brilhante e saudável. Geralmente, 1/5 dos alimentos de seus cães precisa ser composto de ácidos graxos Ômega-6 e Ômega-3. Tais elementos podem vir na ração ou em suplementos – como óleo de salmão – especialmente designados para o animal.

Mas somente isto não basta. O cão precisa ser alimentado adequadamente. Pequenas porções durante o dia, ou conforme indicado pelo veterinário. A ração seca é sempre a melhor, pois ajuda a limpar os dentes, e evita doenças nas gengivas. Cada raça costuma ter uma ração indicada para o seu porte e sua faixa etária. Alimente o filhotinho com a quantidade mínima exigida, para que ele não passe fome. Aumente a quantidade apenas se ele parecer magro demais. No caso do contrário, diminua a quantidade. A idade do filhote é que irá definir a quantidade de vezes que ele deverá ser alimentado.

Até 8 semanas, 4 vezes ao dia; até 20 semanas, 3 vezes ao dia; mais de 20 semanas, apenas duas vezes ao dia.

Ainda é importante regular os horários em que ele se alimentará. Não ofereça grandes porções, apenas o recomendado. Não acostume mal o seu cãozinho. Observe-o alimentando-se para ver se não há desinteresse pela comida, caso isto seja observado, verifique se não há qualquer problema com o cãozinho.

Não ofereça alimentos que possam oferecer algum tipo de risco para o seu cão. Muitas pessoas possuem a tentação de alimentar os cães com os restos do almoço. A comida humana pode oferecer riscos à saúde dos fofinhos.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!