Página Inicial > Entretenimento > Coleções > Coleções – Como Colecionar Figurinhas?

Coleções – Como Colecionar Figurinhas?

Quem nunca teve um álbum de figurinhas? Milhões de pessoas no mundo inteiro cresceram colecionando figurinhas ou cromos e recheando álbuns dos mais variados motivos possíveis. O que é mais curioso, é que a febre que antes era vista em recreios de escolas como jogar bafo para poder ganhar figurinhas que faltavam para completar coleções é uma prática que ainda hoje é vista entre crianças e jovens e que ganhou novos adeptos que se encontram em várias redes sociais para ainda curtirem este hobby.

No Brasil, tudo começou por conta de uma fábrica de cigarros baratos, vendidos em 1895. O matarrato, como eram chamadas as embalagens de cigarros com uma série ilustrativa sobre a marinha brasileira, que crianças e adultos passaram a colecionar por conta da beleza e criatividade das ilustrações.

Desde então, foram várias as empresas que apostaram neste passatempo divertido e que se perpetua a gerações. Em 1928, foi o ano em que apareceu o primeiro catálogo ilustrado para colecionar figurinhas, graças a uma empresa de biscoitos, a Fábrica de Balas e Biscoitos  Mundo Novo. Esta lançou um álbum chamado “Novo Mundo”, que acompanhava cromos homônimos. Embora pesquisadores sobre o tema afirmem que a pioneira no assunto tenha sido “A Hollandeza”, em 1934, da empresa também homônima que fabricava balas largamente populares entre as pessoas. As empresas para promover ainda mais as vendas, faziam campanhas promocionais que aliavam a venda dos produtos às revendas das figurinhas.

Muitas empresas de diversos outros setores, inclusive faziam promoções – quem conseguisse completar o seu álbum, muitas vezes teria o direito a um “prêmio” extra. No final dos anos 1980, dada a febre que era entre crianças e jovens o hábito de colecionar figurinhas, surgiu um livro infanto-juvenil cujo tema central era sobre uma febre entre os garotos que deveriam completar seus álbuns com tema futebol.

Empresas como Danone, Ping Pong, fabricantes de guloseimas foram as campeãs em promoções do tipo.

Ainda hoje, pessoas de várias idades perduram o hobby de ir às bancas comprar os envelopes temáticos para completar suas coleções. Com o advento da internet, colecionar figurinhas teve um reforço ainda maior, já que há diversos sites especializados na troca de figurinhas repetidas e na comercialização de alguns exemplares de determinados álbuns, cuja dificuldade de encontrar exemplares é ainda maior.

Além disso, as empresas como Editora Panini e Abril ainda oferecem o serviço de venda de certo número de figurinhas para completar coleções, que muitas vezes já saíram até mesmo de circulação.

Para quem curte, é um ótimo passatempo.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!