Página Inicial > TV > Band Nega Boatos Sobre Crise na Produção do Programa “Tá na Tela”

Band Nega Boatos Sobre Crise na Produção do Programa “Tá na Tela”

A Band negou publicamente todas as notícias que foram divulgadas sobre uma possível crise na produção do mais novo programa da emissora, o “Tá na Tela”, apresentado pelo jornalista Luiz Bacci. Durante a semana um importante colunista de televisão noticiou que o canal paulista havia promovido uma demissão em massa de profissionais que trabalhavam no programa.

O programa que é transmitido todos os dias da semana durante as tardes da Band está envolvido em polêmicas desde antes da estreia, já que a emissora acabou “roubando” o jornalista que era considerado uma das grandes promessas da Record. Luiz Bacci acabou ganhando notoriedade durante suas participações no programa “Cidade Alerta”.

A Band fez um grande investimento na atração, que deveria misturar jornalismo com diversão e entretenimento. Mas parece que a proposta da emissora acabou não sendo bem compreendida pela audiência, já que o “Tá na Tela” acabou derrubando o Ibope da Band quando comparado com o período antes da estreia.

Além disso, o programa também acabou sofrendo com uma série de denúncias de participantes, que alegam que a produção mente, afirmando que as matérias serão feitas de uma forma e acabam colocando uma coisa completamente diferente no lugar. Tudo isso teria causado uma grande crise na emissora, que teria optado em afastar todo o núcleo central original do programa para tentar reformulá-lo.

Band afirma que audiência está subindo

De acordo com as informações que foram divulgadas pela Band, não existe nenhum tipo de crise envolvendo a direção do canal com os funcionários que trabalham na produção do programa. Além disso, a Band afirmou também que a audiência do programa está crescendo com o passar dos dias, de acordo com as últimas medições do Ibope.

Segundo dados do Ibope, a entrada de Bacci elevou a audiência média da Band no horário de 2 para 3 pontos, uma alta de 50% na Grande São Paulo. O bom rendimento se estende pelo Brasil mostrando crescimento superior à 50% em todas as regiões. Em Belém, por exemplo, o programa é vice-líder. Em Salvador e Fortaleza é 3º lugar.

Sobre a saída de pessoas ligadas a produção do programa, a Band afirma que isso já era previsto e que o contrato com o diretor da atração, Rodrigo Branco, era de apenas três meses.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!