Página Inicial > Animais > Animais Selvagens: Elefante Africano

Animais Selvagens: Elefante Africano

O elefante africano é o maior de todos os tipos de elefantes considerados vivos atualmente. Comparando com um elefante asiático, sua distinção é por contar com orelhas maiores e uma interessante adaptação que ainda não é bem entendida pelos cientistas a temperaturas mais elevadas e por toda a presença de marfim nas fêmeas, estas presas que tem em torno de 70kg cada uma delas.

Os elefantes africanos tem três unhas na sua pata traseira e 21 pares de costelas o que o torna maior e mais robusto.

Sobre o elefante africano

O elefante africano atinge um tamanho equivalente a 3,5 metros até o seu nível de cernelha, e em torno de seis metros de comprimento, sendo assim o maior mamífero terrestre existente na atualidade. Um adulto precisa de um equivalente a 250 quilos de alimentos diariamente, e bebe em torno de 160 litros de água todos os dias.

Até pouco tempo se pensava existir apenas duas espécies vivas de elefantes, dentre eles o elefante africano e o asiático. Apesar disto existem os elefantes de savana e floresta, que se achava serem da mesma espécie. Contudo foram realizados estudos genéticos com a ideia de controlar o tráfico ilegal de marfim, mostrando assim as diferenças entre estas variedades. Apesar destas diferenças se sabe que os elefantes da floresta e savana poderão produzir híbridos, os chamados elefantes africanos, estes que se dividem em duas espécies atuais e ainda três fósseis.

O elefante da savana

Este era um tipo de elefante que não existe atualmente, contava com uma mandíbula de tamanho curto e largo, e ainda orelhas mais pontiagudas, presas encurvadas e ainda maiores dimensões. Esta subespécie é atualmente extinta, foi um animal caçado e amansado para servir todos os exércitos da antiguidade servindo como um elefante de guerra que era utilizado por persas e também cartagineses.

O elefante da floresta

Este é um animal de mandíbula longa e estreita, suas orelhas são consideradas mais arredondadas, contando com dimensões menores, presas que contam com tamanhos retilíneos e com um tom rosado. Sua subespécie é natural da bacia do Rio Congo e conta com menores dimensões do que os outros, além disto temos as classes loxodonta adaurora, atlântica e exaptata, todas as três extintas.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!