Página Inicial > Saúde > Doenças > Anemia: Sintomas, Prevenção e Tratamento Anemia

Anemia: Sintomas, Prevenção e Tratamento Anemia

A anemia é uma doença caracterizada pela falta de ferro nas hemácias ou pela falta de hemácias. Existem mais de 400 tipos diferentes de anemia. Porém, as anemias podem ser distribuídas em três grupos: anemia por perda de sangue, por diminuição ou defeitos na produção de hemácias, ou mesmo pela destruição de hemácias no organismo.

As anemias por perda de sangue podem ocorrer em pessoas com úlceras, hemorróidas, gastrite e câncer. Em mulheres este tipo de anemia é bem comum decorrente de menstruação, parto e puerpério.

No caso da diminuição ou defeitos nas hemácias, temos como principais tipos a anemia falciforme, anemia por deficiência de vitaminas, por deficiência de ferro, ou por condições que afetam a medula óssea e células-tronco.

Outra condição bem conhecida é a da anemia falciforme. Esta anemia atinge pessoas de ascendência africana. Como o próprio nome diz, as hemácias ficam com formato de foice, ocasionando seu mau funcionamento.

As causas de anemia são as mais diversas, e por isso é uma condição que precisa ser tratada com seriedade. Outras causas de anemia são por problemas nos rins, diabetes, hipotireodismo, doença de Crohn, lúpus, abuso de álcool e artrite reumatóide.

Sintomas da Anemia:

Uma pessoa com anemia apresenta principalmente fadiga e muitas vezes dor de cabeça. Por motivo da falta de hemácias (células vermelhas do sangue) ou pela falta de hemoglobina (proteína que se liga ao oxigênio), o transporte de oxigênio para os órgãos fica deficiente.

Diagnóstico da Anemia:

O diagnóstico desta condição deve ser feito pelo exame de sangue. Um clínico geral fará o exame físico do paciente e solicitará os exames complementares necessários. O hemograma analisa as células brancas e vermelhas do sangue. Se houver uma diminuição no hematócrito ou na contagem de células vermelhas, isso indicará o problema. Pela a análise dos tipos diferentes de células vermelhas e suas quantidades, é possível ter uma idéia do tipo de anemia. Ao analisar uma amostra de sangue verifica-se a forma das hemácias. Se apresentarem forma de foice, é indicativo de anemia falciforme.

A dosagem de vitaminas e ferro no sangue é realizada para verificar o nível de deficiência apresentada. Um exame protoparasitológico de fezes pode ser solicitado para detectar a presença de parasitas., que podem levar a uma deficiência de vitaminas e ferro.

É muito importante lembrar que a anemia pode ser mais simples ou refletir um problema mais grave. Nunca deixe a condição se agravar. Quanto mais precoce o diagnóstico, melhor e mais bem sucedido será o tratamento.
Prevenção da Anemia:

Para prevenir as anemias por deficiência de ferro ou de vitaminas, é bem simples. Para corrigir deficiência de ferro indica-se a ingestão de alimentos como feijão, couve, e espinafre. Fígado e lentilha também são excelentes fontes de ferro.

A vitamina B12 e o ácido fólico são essenciais para a produção de hemácias. Os alimentos ricos em vitamina B12 são o fígado, levedura de cerveja, mariscos e peixes. Muitos alimentos são enriquecidos com vitamina B12, como cereais matinais, achocolatados e pasta de amendoim. O ácido fólico é encontrado em diversos vegetais e em feijão e lentilha.

Uma dieta balanceada, exercícios físicos e moderação com consumo de álcool são medidas preventivas ou de tratamento não somente da anemia, mas como de outras condições também.

Especialista a ser consultado para Anemia:

Se houver suspeita de anemia, procure um clínico geral para fazer os exames iniciais. Depois do diagnóstico de anemia, um encaminhamento pode ser feito para um hematologista para uma investigação mais aprofundada. Se for por carência nutricional, um nutricionista pode ser indicado. Se detectada outras causas da anemia o paciente será encaminhado para o especialista mais indicado.

É muito importante realizar um check-up anual ou com maior freqüência se já houver alguma doença crônica. A prevenção é sempre o melhor caminho e remédio.Anemia-Falciforme

Compartilhe:

Deixe seu comentário!