Página Inicial > Flores > Amarilis ou Amaryllis, Saiba Mais Sobre Essa Bela Planta

Amarilis ou Amaryllis, Saiba Mais Sobre Essa Bela Planta

 

Amarilis é uma planta herbácea de nome científico  amaryllils ou Hippeastrum hybridum. Popularmente conhecida como Amarílis, Açucena, Flor-da-imperatriz, pertence à família das Amaryllidaceaes. Classificada como bulbosas e flores perenes, são plantas de cerca de meio metro de altura, com flores cônicas, simples, dobradas ou semidobradas, grandes e de diversas cores, como vermelho, laranja, branco e rosa, além de variedades de cores raras com flores verdes, vinho e salmão e, ainda, multicoloridas mesclando mais de uma tonalidade.

Apreciam climas equatorial, tropical, subtropical e oceânico, e não crescem mais do que 0.9 metros de altura. Originárias da América Central, América do Norte, América do Sul e México, é largamente apreciada para fins ornamentais. As folhas carnosas diretamente do bulbo, um órgão de reserva que guarda a energia da planta em folhas especiais, sobrepostas em camadas. Na maioria das vezes seus bulbos são plantados em vasos, mas pode-se também formar maciços e bordaduras como se faz com as tulipas, formando buquês, arranjos florais e até cestas de flores.

Além disso, trata-se de uma flor rústica, fácil de cultivar, porém exige alguns cuidados especiais. Embora seja uma planta que necessita de muito sol para crescer saudável e possa ser criada assim, durante sua floração pode ter as pétalas queimadas pelo sol intenso e direto. O ideal é posicioná-la em lugares que era receba muita luz o dia todo, no entanto coberta do sol do meio-dia, o que a deixará mais protegida e vistosa. Já no inverno rigoroso, deve-se expô-la ao sol sempre que possível, porém evitando o vento gelado.

Sua floração geralmente é anual e ocorre principalmente durante o começo do verão. No entanto, pode florescer também em outra época do ano. Basta guardar os bulbos dormentes na gaveta de legumes da geladeira, em sacos fechados, e replantá-los apenas quando desejar.

Também são flores muito adaptadas a climas em que as chuvas se concentram no inverno, as espécies apresentam dormência estival e um rápido crescimento vegetativo, com a floração a ocorrer em menos de um mês após o fim da dormência, período em que as plantas estão se preparando para brotar novas flores.

Depois da florada, o bolbo entra em período de dormência, perdendo todas as folhas e o escapo floral. A parte aérea da planta morre, contudo após as primeiras chuvas renascem as folhas e flores.

Multiplicam – se por sementes, estaquias e, mais facilmente, por separação dos bulbos que se formam naturalmente no entorno da planta mãe.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!