Página Inicial > Pets > Cachorros > Afinal, os Cães Pensam?

Afinal, os Cães Pensam?

Tem gente que diz que não, mas quem tem um amigo desses em casa e convive diariamente sabe o quanto eles são espertos e sentimentais. Às vezes teimosos, carinhosos, brincalhões, companheiros, preguiçosos, manhosos, espertos e atentos. Depois de tanta interação e amizade leal, não tem como dizer que eles não pensam.

Lógico, que não vamos dar nenhuma fórmula de matemática pra eles resolverem, mas dentro da rotina, do dia a dia, eles são muito espertos e tem muito a dizer. Por isso, sim, eles pensam. Pesquisas mostram que os cães tem consciência e respondem os sinais de seus donos. A expressividade do cão, como aqueles olhinhos carentes, leva a gente se perguntar o que estão pensando. Foi aí que os cientistas decidiram investigar, usando o escaneamento cerebral pra descobrir o que acontece com as mentes dos cachorros.

Os pesquisadores queriam compreender o relacionamento de cães e seus donos conforme a perspectiva canina. Na experiência que comprova o pensamento dos cães, os animais foram treinados pra responder a alguns sinais, como os de mão: uma indicava ao cão que ele iria receber uma guloseima, enquanto um outro gesto indicava ao cachorro que não havia nada, ou seja, sem guloseimas. Assim que os cães viam o sinal referente à guloseima, a região do cérebro que mostrava atividade no animal é uma região que em humanos, faz associações às recompensas. Isso ainda se comprovou quando essa mesma área não teve reação alguma quando os cachorros não recebiam os sinais referentes às guloseimas. Dessa forma, esses resultados apontaram que os cães prestam atenção aos sinais humanos.

Os pesquisadores ainda acreditam que essas descobertas podem abrir portas para estudos de cognição canina que poderia até mesmo responder temas sobre a conexão entre cachorros e humanos, abrangendo como os cães entendem as expressões faciais do homem em seu cérebro e como processam essa linguagem.

Uma pesquisa de 2010, inclusive, sugeriu que o nosso amor pelos cães pode até mesmo ter raízes bem profundas na história da evolução humana, e pode até ter ajudado a definir como nossos ancestrais criaram sua forma de comunicação através da linguagem e outras ferramentas.

Compartilhe:

Deixe seu comentário!