Página Inicial > Viagens > Ásia > Dicas Para Curtir e Aproveitar a Cidade de Petra, na Jordânia

Dicas Para Curtir e Aproveitar a Cidade de Petra, na Jordânia

Publicidade:

Ao lado do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro,  em 2007 a cidade de Petra, na Jordânia, foi eleita como uma das sete novas maravilhas do mundo. Petra ainda é considerada o principal destino turístico da Jordânia e um dos mais importantes do Oriente Médio. E isto não acontece por um simples acaso. A cidade escondida entre cânions e montanhas é uma das cidades antigas que mais preservam imponentes templos e tumbas todos esculpidos nas rochas pelas tribos do deserto, que habitaram a região há milhares de anos.

Petra ainda é conhecida como a “cidade rosa”, por conta da tonalidade das rochas que a compõem. No entanto, há uma miríade de tonalidades que se pode observar nas paredes, as quais criam verdadeiras obras de arte naturais. Somado a isso, há um constante jogo de luz e sombras que resultam da ação do sol do deserto passando por entre as gretas do cânion e se tem um espetáculo que mescla natureza, história, além de uma atmosfera de completo mistério.

Pedra, em grego, a cidade de Petra teve seu apogeu com os povos nabateus – uma tribo árabe nômade que se fixou na região do século 6 a.C., a 106 d.C. Eles prosperaram ao transformar a cidade em um ponto de estratégico das rotas de caravanas que transportavam incenso, mirra e especiarias pelo Oriente Médio.

Os grandes especialistas em matemática e em engenharia foram os responsáveis por fazer de Petra uma cidade altamente moderna para a época. Eles construíram uma rede de cisternas, represas e canais na cidade, além de edifícios que mesclavam influências dos estilos grego, romano e a própria arquitetura dos nebateus. No entanto, a cidade de Petra caiu em total esquecimento, por volta do século XIX, quando deixou de ser rota obrigatória do comércio da região. Tanto é que por muito tempo, alguns povos beduínos apelidaram-na de “a cidade perdida”. Petra teria sido redescoberta por um explorador suíço Johan Ludwig Burckhardt.

Quem quer viajar para Petra, na Jordânia, deverá reservar ao menos dois dias para desbravar aos mistérios de suas ruínas. As principais atrações turísticas estão distribuídas em uma extensão de 5,2 km quadrados – a dimensão da cidade antiga de Petra.

Há uma diversidade de pontos históricos que devem ser visitados, mas vale ressaltar que se a visita for durante o verão, faz muito calor mesmo. Preserve o corpo, portanto, e deixe as subidas de ladeiras para o final do dia, quando está mais fresco.