Página Inicial > Educação > Geografia > O Rio Mississipi, Rio Mais Importante dos EUA

O Rio Mississipi, Rio Mais Importante dos EUA

Publicidade:

Com grafia que pode ser usada de duas maneiras – ou Mississipi ou Mississippi, este é o rio mais importante dos Estados Unidos, sendo classificado como o segundo mais extenso do país, superado apenas pelo rio Missouri, que é um de seus afluentes. Os dois juntos constituem a maior bacia hidrográfica da América do Norte, mas que também é formada pelos rios Ohio e Arkansas.

 

O rio Mississipi tem sua nascente no Lago Itasca, localizado no Parque Estadual Itasca, em Minnesota, e percorre atravessando os estados de Minnesota, Wisconsin, Iowa, Illinois, Missouri, Kentucky, Arkansas, Tennessee, Mississipi e Louisiana.

 

O rio Mississipi tem a terceira maior bacia hidrográfica do mundo, excedida em tamanho apenas pelas bacias do Amazonas e do Congo. Esta bacia drena 41% dos 48 estados contíguos dos Estados Unidos, cobrindo mais de 3.225.000 quilômetros quadrados, sendo que nesta extensão estão incluídos todos ou parte de 31 estados e duas províncias canadenses.

 

Esse importante rio que percorre largas extensões, e corta o território norte-americano no sentido norte-sul. Ele pode ser dividido em alto Mississipi, que vai da sua nascente sul até no Rio Ohio, e em baixo Mississipi, indo do Ohio até sua foz próxima a New Orleans. O primeiro ainda se desmembra em três seções: nascente, lagos artificiais e médio Mississipi. Devido à sua grande extensão, foi fundamental para o processo de ocupação do país. E, na segunda metade do século XIX, foram criadas as embarcações a vapor que logo se tornaram indispensáveis no fluxo comercial desenvolvido nos Estados Unidos.

 

O rio Mississipi atualmente possui 27 comportas e represas no alto Mississippi, a maioria das quais construídas em 1930. Elas foram projetadas para manter um canal de 2,7 metros para o tráfego de barcos comerciais. Os lagos artificiais formados também são utilizados para navegação de recreação e pesca.

 

Os rios afluentes do Mississipi, Missouri e Ohio, são volumosos e se encontram no local de convergência onde ocorrem, ocasionalmente, cheias. Para não causar prejuízos em algumas áreas urbanas e rurais são erguidos diques e reservatórios de proteção, mas mesmo assim, algumas vezes, as barreiras não suportam a vazão da água e são rompidas.

 

A seca também é uma preocupação na região. Em 2012, o rio Mississipi foi parar nas manchetes de todo o mundo devido à grande estiagem. Com o nível muito reduzido de água, embarcações não puderam navegar. Em outros casos, barcaças tiveram que se desfazer de cargas para evitar encalhamentos. Essa situação gerou preocupações com o aumento do preço de combustível e alimentos, pela impossibilidade de entrega pelo meio de transporte mais barato.