Página Inicial > Casa e Apartamento > Construção e Reforma > Como Fazer uma Cisterna de Tela e de Arame?

Como Fazer uma Cisterna de Tela e de Arame?

Publicidade:

As cisternas são uma tecnologia popular para a captação de água da chuva, onde a água que escorre do telhado da casa é captada pelas calhas e cai direto na cisterna, onde é armazenada. Até bem pouco tempo, as cisternas eram procedimentos comuns na região nordeste e centro oeste do Brasil, onde a aridez e a falta de água levam a seca para aquelas terras infinitas. A chuva, portanto, poderia ser a única salvação em determinadas épocas do ano, já que a água de rios, lagoas e ribeiros secavam e, para alimentação, higiene e até mesmo a agricultura, outras fontes de captação de água deveriam ser utilizadas.

Com a recente crise hídrica no sudeste brasileiro, milhares de pessoas têm buscado outras alternativas para poder armazenar água da chuva. A chuva veio, em grande quantidade, mas não a necessária para poder encher os reservatórios e trazê-los a níveis confortáveis. Dessa maneira, a cisterna que era apenas comum no nordeste, passou a ser um objeto comum que tem sido muito realizado – das mais incríveis maneiras – as casas de paulistas e paulistanos, que agora, esperam a chuva cair, para fazerem a sua reserva.

Há vários tipos de cisternas, aqui segue um modelo mais tradicional e alternativo para quem mora em casas grandes ou em sítios e deseja construir uma cisterna permanente.

O chão é nivelado a uma profundidade de cerca de 20 cm e uma camada de cascalho e areia grossa é colocada debaixo da camada de concreto. Para a construção dessa cisterna é preciso uma forma de chapa de aço. A forma levantada é primeiramente envolta com tela de arame e em seguida com arame de aço galvanizado com uma espessura de 2 ou 4 mm – para cisternas com capacidade de 10 ou 20 m3 respectivamente. A tela de arame deve passar por debaixo da forma e cobrir uma largura de aproximadamente 50 cm no fundo da cisterna.

Depois de colocadas duas camadas de argamassa na parte exterior, a forma de aço é retirada (e reusada para construir outras cisternas). O interior é rebocado duas vezes e depois coberto com nata de cimento. Colocação da primeira camada de argamassa acima da tela. O teto da cisterna pode ser fabricado também com a ajuda de uma forma de aço, porém é muito mais fácil e rápido utilizar a tecnologia usada na cisterna de placas.

Entre as etapas cubra a cisterna com uma lona para evitar possíveis rachaduras. Este modelo de cisterna é para a captação de 10.000 litros de água.