Como Ensinar Matemática para Crianças

Publicidade:

Atividade Pedagógica Com Crianças: Os Aprendizados De Matemática E Geometria Devem Começar Muito Cedo

Os índices internacionais de avaliação do conhecimento como o (programa de avaliação internacional de aluno)  revelam dados alarmantes em relação ao ensino e a aprendizagem no Brasil, em especial no que diz respeito ao ensino e aprendizagem de língua portuguesa e matemática. Além disso, o PISA também avalia as competências e habilidades desenvolvidas nas áreas do conhecimento, considerando fatores como a região onde vivem os estudantes, as condições socioeconômicas e educacionais que recebem desde sua formação familiar. Estas variáveis são todas analisadas e somente depois é que os resultados são demonstrados.

No caso do Brasil, os dados são alarmantes. Ficou claro desde a última avaliação do PISA que crianças e jovens não compreendem o que leem e não dominam os comandos básicos das operações matemáticas. Ainda, foi constatado que a questão apenas com a matemática e raciocínio lógicos são piores ainda. Constatou-se, portanto, que as crianças não são preparadas adequadamente e desde cedo para o raciocínio das ciências exatas.

E, todos sabem que este quadro precisa ser modificado com práticas efetivas que abranjam todas as partes que estão envolvidas no processo educativo da criança: a família, a escola e o estado. A família sempre deve estar envolvida no processo educacional e o Estado precisa urgentemente criar políticas públicas eficazes. Enquanto o último não vem, podem-se desenvolver práticas pedagógicas ainda nos jardins de infância (ou creches) para que sejam despertados os interesses e curiosidades que despertem a vontade pelo saber, em especial pela matemática.

A Matemática está presente em tudo, sendo assim, várias atividades podem ser pensadas, preparadas e aplicadas nas salas de aula. Para o despertar pela geometria, por exemplo, basta que se tenha uma caixa grande repleta de brinquedos que tenham as mais variadas formas geométricas.

Publicidade:

Separe as crianças em grupos cujas formas contidas na caixa predominem: círculo, quadrado, retângulo, triângulo. Diga a elas que fará uma competição e que o grupo que tiver mais acertos será o vencedor. Mostre a figura a qual deseja que eles encontrem na caixa. Peça que eles observem e busquem um brinquedo que seja igual (ou o mais parecido o possível com aquela forma geométrica). Ganha o ponto o grupo que primeiro trouxer a forma correta. A cada figura um aluno deverá representar o seu grupo. Ganha quem tiver mais acertos.

Atividades como esta fazem com que a criança tenha mais familiaridade e menos medo com a geometria. Assim, ela acaba estando melhor preparada para atividades que exijam um raciocínio mais aprimorado no futuro. Desenvolver o gosto pelas exatas é fundamental.