Página Inicial > Casamento > Alianças de Casamento > Alianças de Ouro de Noivado e Casamento

Alianças de Ouro de Noivado e Casamento

Publicidade:

As Alianças De Ouro – Para Os Noivados E Para Os Casamentos

As alianças são símbolos de união entre os casais há milênios. Ainda na Grécia Antiga, os gregos acreditavam que usar o anel no dedo anelar da mão esquerda representava o amor e a fidelidade eternas entre aqueles que ou estavam por se unir ou já eram unidos pelo matrimônio.

E a tradição de usar alianças entre os casais perpetuou-se e permanece até os dias de hoje, com algumas poucas modificações entre as culturas que guardam o hábito do uso do anel pelos casais. Inclusive, as alianças devem ser usadas a partir do noivado do casal, mas será necessária a troca do par de alianças à época da cerimônia do matrimônio?

O primeiro ponto que deve ser abordado é que as alianças podem ou não ser compradas pelo casal, caso o homem tenha alguma preocupação de que sua noiva não vá gostar do modelo de aliança escolhido. Desse modo, é possível que ambos experimentem os anéis – e a noiva em especial, verifique se a aliança é confortável, se está de acordo com seus gostos pessoais, e se ela é durável, já que o seu uso é diário e irá acompanhá-los, pelo menos até as vésperas da cerimônia religiosa. Agora, caso o noivo queira fazer surpresa ao pedir a mão de sua namorada é aconselhável que ele de alguma forma meça o dedo da futura mulher e tende saber que modelo de aliança ela gostaria de usar.

Também quando o assunto é a escolha do par de alianças para simbolizar a união do casal, não existe uma regra prévia para os mesmos anéis usados durante o noivado sejam ou não trocados por outro par, à época do casamento. Alguns casais preferem comprar alianças mais simples para serem usadas no período de noivado, em especial se este for um pouco mais longo do que o desejado. E tudo irá depender do orçamento que há para a organização de outros detalhes relacionados à festa de casamento. Mas não haverá problema algum, se a escolha for por um único par, sem a necessidade da troca, posteriormente.